12 de dez de 2009

2012 - Quanto custa um “ticket” para a salvação?




2012 é mais um filme sobre o “fim do mundo”, onde vemos novamente a natureza destruindo a raça humana de forma impiedosa. Estas teorias apocalípticas sobre “fim dos tempos” estão realmente em moda, talvez fruto de uma geração que tem dor na consciência pelo que está fazendo com planeta.

As pessoas parecem ter grande atração por profecias que marcam data para catástrofes planetárias. O filme baseia sua história sobre uma lenda maia que marcava o fim dos tempos para 21 de dezembro de 2012.

No filme, os governantes do mundo inteiro, alertados por cientistas da iminência da destruição dos continentes, e sob a liderança dos Estados Unidos, é claro, se dedicam a um projeto secreto que salvaria alguns “eleitos”, não deixando que a humanidade seja dizimada por completo. Uma espécie de “arca de Noé” contemporânea.

Não é um filme para ser levado muito a sério, é na verdade um filme de ação e efeitos especiais, feito para divertir, se é que alguém se diverte vendo milhares de pessoas morrendo.

Acredito que a única coisa realista no filme seja o fato de que se homem descobrisse uma forma de escapar da destruição do fim dos tempos, isto seria posto a venda para quem pudesse pagar. O filme sugere que uma passagem na “arca do apocalipse” custaria por volta de 1 bilhão de dólares.

A idéia é mais ou menos esta: como não se pode salvar a todos, salvemos as pessoas mais relevantes para a humanidade, alguns animais e plantas, algumas obras de arte e aqueles que podem pagar. E os demais que encarem seu destino fatal.

Numa sociedade capitalista como a nossa, a pergunta seria inevitável: Quanto custa um “ticket” para a salvação? Talvez esta seja uma boa discussão sugerida pelo filme: Quando vale a vida de uma pessoa? A tentativa humana de comprar a salvação ou o direito a vida não é nova, a história do poder e da religião tem contado esta narrativa por séculos.

Fico com a velha verdade do evangelho de Jesus, que ensina que a salvação não pode ser vendida, nem comprada; embora tenha custado preço de grande sacrifício. A salvação é a Graça de Deus e é oferecida a todos. E esta salvação tem sido recebida, não pelos poderosos e milionários que desejam compra-la e manipula-la, mas por todos aqueles que simplesmente crêem no Evangelho de Cristo.

Nenhum comentário: