6 de ago de 2013

ESGOTAMENTO ESPIRITUAL



 
 
Será que um cristão sério e sincero pode ter um esgotamento espiritual?

 "E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos. Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé." Gálatas 6:9-10

A verdade é que mesmo depois de nossa conversão e tendo a presença do Espírito Santo em nós, poderemos passar por momentos de oscilação em nossa fé. Até aqueles que estão comprometidos com Jesus e desejosos em manter um constante progresso em suas vidas, muitas vezes vão passar por momentos de crise espiritual.

Elias teve medo e fugiu para salvar a vida ...  Em Berseba de Judá ele deixou o seu servo e entrou no deserto, caminhando um dia. Chegou a um pé de giesta, sentou-se debaixo dele e orou, pedindo a morte. "Já tive o bastante, Senhor. Tira a minha vida;" (I Rs 19,3-4)

Elias foi um grande profeta, um homem que experimentou o poder de Deus como nenhum outro na história do povo de Israel, mas caiu em uma crise profunda após o famoso confronto com os profetas de Baal no Monte Carmelo. Elias teve um ataque de medo, fuga e até mesmo o desejo da morte. Elias teve uma crise de fé.

Quando falamos em esgotamento espiritual ou depressão espiritual, título escolhido por Martin Lloyd Jones para um de seus livros, não nos referimos simplesmente a depressão, estresse ou cansaço de um ponto de vista teológico ou com uma linguagem evangélica. Mas nos referimos a uma crise real de fé, um abalo em nossa espiritualidade, afetando nossa santidade e relacionamento com Deus.

Quando Paulo nos alerta "E não nos cansemos de fazer o bem," ele nos fala do perigo real de uma crise moral muito séria. Em algum momento podemos nos cansar de fazer a coisa certa; podemos perder as forças em nossa luta contra o mal, e ainda perder o desejo de estar perto de Deus.

Um cristão que passe por um esgotamento espiritual deverá apresentar alguns sintomas bastantes característicos: Um cansaço e um desanimo intenso, especialmente ao que se refere a Deus e a Igreja. Consequentemente, a falta de comunhão e o desejo de isolamento acompanharão a crise daqueles que como Elias sentem o desejo de fugir para uma caverna e não encontrar ninguém pela frente.

Estas pessoas também percebem em suas vidas uma interrupção em seu progresso espiritual, sentem-se estagnadas, não conseguem mais aprender ou seguir em frente. Sua fé está enfraquecida, algo que é difícil de admitir, mas estão com grande dificuldade em crer nas promessas da Bíblia e na ação de Deus em suas vidas.

Não poucas vezes também sofrem de uma espécie de síndrome de perseguição, sentindo que todos a sua volta estão contra elas e que ninguém as ama, o que inclui a Deus, infelizmente. E como um escudo de autodefesa, podem ainda desenvolver um espírito crítico aguçado, e passar a disparar sua metralhadora rancora em direção a todos a sua volta.

Crises como esta podem ser bastante intensas e atingir uma pessoa de forma repentina; como talvez tenha sido o caso de Elias. Mas podem também ocorrer de forma gradual e lenta, sem que a pessoa perceba que está caminhando para um fosso espiritual.

Nesta texto a minha intenção é somente introduzir o tema para a nossa reflexão. Quero posteriormente analisar alguns textos bíblicos e tratar das causas e também trazer algumas vacinas bíblicas em relação a estas doenças espirituais.

Mas quero antes de terminar, deixar dois princípios cristãos para aqueles que gostariam de reagir a um estado de esgotamento espiritual, ou ainda ajudar alguém que passe por esta situação.

1 - Identifique o seu pecado e confesse ao Senhor

Talvez esta seja a grande diferença entre a abordagem teológica das doenças da alma e outras abordagens. A palavra de Deus nos assegura que o principal culpado pela nossa crise espiritual, somos nós mesmos. Não somos simplesmente vitimas de um mundo que quer nos oprimir, mas nós mesmos é que decidimos viver segundo as regras deste mundo. A verdade é que nos descuidamos em algum momento da caminhada e nos desviamos do caminho de Cristo.

Conforme Tiago: "Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer: "Estou sendo tentado por Deus". Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido." Se eu estou desconectado de Deus, longe da sua comunhão e com minha fé enfraquecida, é porque tenho um pecado para admitir e confessar. E esta é a única forma de começar o meu caminho de volta.

2 - Não obedeça os seus sentimentos, obedeça a Palavra de Deus

Precisamos entender que quando estamos em crise nossas mentes, nossas emoções e nossos sentimentos estão confusos e contaminados e por isso não podemos confiar inteiramente neles. Precisamos de um padrão externo a nós para nos guiar para fora de nossa crise, e este padrão é a Palavra de Deus.

Quando estamos em crise espiritual não sentimos nenhum desejo de orar ou ler a Bíblia e nem mesmo de encontrar pessoas. Mas não devemos obedecer nossos sentimentos; o que devemos fazer é agarrar o pouco de fé que ainda nos resta obedecer esta vontade externa a nós que é a vontade de Deus;  ela nos manda orar, encontrar com irmãos e ler a sua Palavra.

Estas pequenas atitudes não são garantia de que teremos nossa fé e espiritualidade de volta; mas quando respondemos de forma prática ao chamado divino, nos colocamos novamente neste ambiente da graça de Deus, onde nossa fé pode ser reaquecida.

Quando nos faltar a fé ainda teremos o recurso da obediência.

"E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos. Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé."  Gálatas 6:8-10


Para maior aprofundamento no assunto "esgotamento espiritual" recomendo o livro "Depressão Espiritual" de D M Lloyd Jones, Ed PES e série de palestras "Esgotamento Espiritual" do ministério Labri Brasil  http://www.labribrasil.org/palestraslabrimp3.htm

2 comentários:

pastor walmir disse...

Amado irmão.Sou amigo de Jasiel e JVC fez parte de minha carreira cristã. Prestam um serviço maravilhoso à muitas vidas que por aí passam e passaram. Sou pastor da IPI e tenho a honra de ser agora um seguidor de Voz e brisa. Esgotamento Espiritual é um artigo que muito nos ajudará a vencer crises. Espero no Senhor, que muitos sejam tocados, sarados, restaurados e encorajados pelas tuas palavras. Deus te abençoe muito

Israel flor disse...

Que artigo maravilhodo e de demais ;sinto ate um alivio que Deus o abençoe